Inauguração da doca de pesca de Esposende, arrumos de aprestos e edifício lota de Castelo do Neiva

O ministro do Mar, Ricardo Serrão Santos, dedicou a manhã do dia 22 de maio de 2021 aos concelhos de Esposende, Viana do Castelo e Caminha, onde visitou e inaugurou três intervenções da Polis Litoral Norte.

A visita começou em Esposende, onde o governante visitou e inaugurou a intervenção de modernização da doca de pesca de Esposende. Esta obra, há muito esperada pela comunidade piscatória local, teve como principal objetivo a melhoria das condições de trabalho e de segurança e incidiu num variado conjunto de intervenções, das quais se destacam a recuperação e construção de novas plataformas flutuantes, assim como as respetivas pontes inclinadas de acesso pedonal, a execução de uma plataforma de nível em avanço para aumentar a área de armazenamento exterior de aprestos de pesca, e a reabilitação de toda a zona edificada, incluindo pavimentos, fachadas e coberturas. A empreitada envolveu um investimento de 1,5 milhões de euros e foi financiada pelo Mar 2020, Docapesca, SA. e Câmara Municipal de Esposende.

Já no concelho de Viana do Castelo, o ministro do Mar visitou e inaugurou a intervenção de modernização do portinho de Castelo do Neiva, que englobou a construção de um novo edifício lota e dos arrumos de aprestos. Aqui foi efetuada uma intervenção de fundo, com o objetivo de valorizar e melhorar as condições de funcionamento da atividade piscatória, setor económico com maior peso local, que constitui o meio de subsistência de uma parte significativa da população residente.

Os armazéns de aprestos existentes foram substituídos por novas construções com a mesma função, devidamente infraestruturados e dispostos de modo a conferir melhores condições de trabalho. Foi instalado um novo guincho na rampa varadouro e as zonas exteriores foram requalificadas e reordenadas. Esta intervenção orçou em 1,5 milhões de euros e foi financiada pelo Mar 2020, Docapesca, SA. e Câmara Municipal de Viana do Castelo.

Em complemento a esta obra, foi construído um novo edifício para funcionamento da lota, projetado de acordo com as atuais condições de higiene e organização em vigor. O novo edifício é constituído por dois corpos distintos: um com função de lota e todos os serviços necessários à sua laboração, e o outro, de armazém de apoio. A obra implicou um investimento de 730 mil euros, tendo as mesmas fontes de financiamento dos arrumos de aprestos.

Esposende Doca Pesca.jpg
Portinho Castelo Neiva.jpg

Visita a Caminha

Já em Caminha, Ricardo Serrão Santos visitou à intervenção de alimentação artificial, proteção e reabilitação do sistema costeiro natural da duna dos Caldeirões, que decorre nas freguesias de Âncora e Vila Praia de Âncora.

A intervenção, recentemente iniciada, consiste na alimentação artificial de areias na duna dos Caldeirões, a partir da dragagem de areias que se encontram em excesso no portinho de Vila Praia de Âncora, com vista à sua reconstituição/reforço, através da implantação de núcleos resistentes com recurso a geotubos cheios de areia, complementadas com intervenções de bioengenharia na consolidação das margens do rio Âncora. A operação será ainda complementada com a execução de plantações, instalação de paliçadas e construção passadiços sobrelevados. Esta empreitada está orçada em 1,6 milhões de euros e é financiada a 75% pelo POSEUR, sendo os restantes 25% assegurados pela Polis Litoral Norte através de protocolo celebrado com a DGRM.